Professora do ensino infantil há 19 anos, Vanusa Maganha, 40, sabe que olhar a carinha de seus alunos é algo que faz parte do processo de aprendizado. Essa cumplicidade no olhar a ajuda a entender se suas mensagens estão sendo captadas e também a decifrar, por exemplo, as possíveis dificuldades que as crianças estejam tendo. Mesmo com o retorno das aulas presenciais, ela ainda não vê os rostinhos de metade da sua turma do 3º ano do ensino fundamental 1 do colégio Anglo Chácara Santo Antônio, em São Paulo, que continua tendo aulas online —já que há um revezamento de crianças em sala por causa do distanciamento social. Ela também sente falta dos abraços dos alunos e fica com o coraç… – Veja mais em https://www.uol.com.br/universa/noticias/redacao/2021/02/24/pandemia-e-volta-as-alas-professoras-contam-sobre-as-alegrias-e-perrengues.htm?cmpid=copiaecola

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X
Open chat