Os alunos da rede municipal do Rio voltam às aulas remotamente nesta segunda-feira (8). O ensino presencial será retomado a partir do dia 24, começando pela pré-escola1º ano e 2º ano.

Os demais matriculados da Prefeitura do Rio têm retorno previsto para março e abril.

Também nesta segunda, a rede estadual começa uma “avaliação diagnóstica” de todos os alunos, mas espera que 70 mil estudantes — ou 10% da rede — retornem às salas.

O grupo é considerado em vulnerabilidade social, já que esses jovens não têm acesso à internet.

O retorno global às aulas nos colégios estaduais está previsto para 1º de março no sistema híbrido: o aluno poderá escolher entre o ensino on-line ou presencial.

Confira a data de retorno na redes:

  • Municipal: voltaram nesta segunda, 8 de fevereiro, na cidade do Rio com aulas on-line. Já a opção de aula presencial será facultativa e a partir de 24 de fevereiro. As aulas terão retorno escalonado.
  • Estadual: as atividades começaram nesta segunda para parte da rede e com uma “avaliação diagnóstica” de todos os alunos. A previsão é que as aulas voltem no dia 1º de março, com opção de estudo híbrido (presencial e remoto).
  • particular: as instituições já estavam autorizadas a retomar todas as atividades na semana passada. A decisão foi de cada unidade, respeitando o critério de avaliação da Covid-19 feito pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Neste primeiro momento, a rede municipal vai distribuir livros, materiais e atividades para que os alunos estudem de casa.

Dentro de duas semanas, a Prefeitura do Rio prevê lançar o aplicativo Rio Educa, com aulas ao vivo. A intenção é distribuir pacotes de dados de 1 GB por mês para os cerca de 640 mil alunos.

Segundo o secretário de Educação, Renan Ferreirinha, a intenção é criar também “ilhas de conexão” para receber alunos que não possam estudar de casa.

“Estaremos utilizando um aplicativo único que será um guarda-chuva: o aplicativo Rio Educa, que será dividido em duas frentes; o Rio Educa em Casa e o Rio Educa na TV, que disponibilizará na TV aulas para todos os anos e interação ao vivo”, apontou Ferreirinha.

Veja as datas das atividades presenciais:

  • 24 de fevereiro – fase 1 (pré-escola, 1º ano e 2º ano)
  • 10 ou 17 de março* – fase 2 (3º ao 6º ano e 9º ano, além de creche com crianças a partir de 2 anos que sejam filhos de profissionais de saúde e educação)
  • 3 ou 10 de abril* – fase 3 (creche, 6º ao 8º ano, PEJA e classes especiais)

As datas apresentadas com asterisco (*) são aproximadas.

O prefeito Eduardo Paes afirmou que as escolas serão as últimas a fechar em caso de medidas mais rígidas contra a Covid-19 no Rio.

“Se tiver que fechar alguma coisa daqui para frente, a última coisa que vai fechar é a escola”, disse o prefeito.

As unidades que vão receber alunos da rede municipal passaram por uma série de adaptações:

  • Carteiras foram inutilizadas para manter distanciamento entre alunos;
  • Refeitório deve obedecer a capacidade do protocolo sanitário;
  • Haverá álcool em gel nos corredores e salas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X
Open chat