Com o objetivo de reunir representantes da comunidade científica brasileira e estudantes de ensino superior, acontecerá no dia 8 de abril (quinta-feira), o seminário Diálogo Nobel no Brasil, que terá como foco “O Valor da Ciência”. O evento poderá ser acompanhado on-line e gratuitamente, de 10h às 13h30 (horário de Brasília), pelo canal do Prêmio Nobel no YouTubehttps://www.youtube.com/watch?v=ffmcJedP6Yg (em português) e https://www.youtube.com/watch?v=h7Q2gcgHZWI (em inglês). 

Promovido pela Academia Brasileira de Ciências (ABC), em parceria com a Nobel Prize Outreach (braço de comunicação da Fundação Nobel), e apoiado pela Secretaria de Educação Superior (Sesu), do Ministério da Educação (MEC) o evento será dividido em duas etapas. Na primeira, os laureados May-Britt Moser (Medicina, 2014) e Serge Haroche (Física, 2012) irão apresentar suas perspectivas em um formato de entrevista, sendo depois acompanhados por Luiz Davidovich (presidente da ABC) e Helena Nader (copresidente da Rede Interamericana de Academias de Ciências). 

Na segunda etapa, serão realizadas duas mesas-redondas com a participação de 40 estudantes de graduação e pós-graduação, previamente selecionados (20 por sessão), que terão a oportunidade de interagir com os ganhadores do Prêmio Nobel. 

A ideia é mobilizar as universidades e faculdades para que essa atividade faça parte do calendário acadêmico das instituições de ensino superior do Brasil. Desta forma, a SESU promoveu a divulgação do evento junto às Instituições Federais de Educação Superior (IFES) para auxiliar à ABC no processo de seleção dos estudantes que participarão das mesas-redondas com os laureados.

A ABC recebeu inscrições de mais de 170 estudantes de 90 instituições de educação superior públicas e privadas, oriundas do Distrito Federal e 23 Estados da Federação, para participar das mesas-redondas. 

A seleção dos participantes se baseou no currículo, histórico escolar, e motivação da indicação, respeitando a distribuição regional e entre as grandes áreas da Ciência, além da diversidade da população brasileira. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X
Open chat