O Ministério da Educação (MEC) quer cancelar o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) de 2021, alegando limitações causadas pela pandemia e pelo orçamento reduzido da pasta.

A informação, revelada pela “Folha de S.Paulo”, foi confirmada pelo G1 com fontes internas do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que pediram anonimato.

Caso a suspensão realmente ocorra, será inviável implementar a nova forma de ingresso ao ensino superior prometida pelo governo: o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) seriado.

No projeto inicial, estudantes que, em 2021, estivessem na 1ª série do ensino médio poderiam usar as notas do Saeb deste ano, de 2022 e de 2023 (média entre elas) para pleitear uma vaga na universidade em 2024.

O que é o Saeb

O Saeb é composto por provas de língua portuguesa e de matemática, aplicadas a cada dois anos para os alunos das redes pública e privada do 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio.

O objetivo principal é mensurar o aprendizado dos estudantes para, a partir dos resultados, elaborar políticas públicas. As provas compõem outro importante “termômetro” da educação brasileira: o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que inclui também os índices de aprovação escolar.

Ampliação do Saeb: mais alunos avaliados

Em 2020, o MEC anunciou a ampliação do Saeb, com as seguintes mudanças:

  • os alunos de todos os anos passariam a ser avaliados (de forma gradual);
  • as avaliações ocorreriam anualmente e incluiriam as quatro áreas de conhecimento, não só português e matemática;
  • a partir de 2021, as notas seriam usadas no Enem seriado.

Caso o Saeb 2021 seja realmente cancelado, não haverá um diagnóstico da aprendizagem dos alunos na pandemia. Além disso, a implementação do Enem seriado terá de ser adiada.

Apesar das consequências, a aplicação de uma prova em todas as escolas do país demandaria salas cheias, sem distanciamento social. Não há previsão sequer para a retomada das aulas presenciais, diante do aumento de casos de Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X
Open chat